Bellucci perde 16 posições e já é o 168º do mundo

Essa é a pior colocação do tenista brasileiro desde fevereiro de 2008

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Derrotado logo na estreia do Challenger de Buenos Aires, na semana passada, Thomaz Bellucci segue despencando no ranking mundial. Na atualização feita nesta segunda-feira pela ATP (Associação dos Tenistas Profissionais), o brasileiro perdeu mais 16 posições e despencou para o 168º lugar, sua pior posição desde fevereiro de 2008. Bellucci estava há pouco mais de um mês sem jogar, tratando uma tendinite no ombro direito. Ele não atuava desde quando participou da derrota para a Alemanha na repescagem da Copa Davis. No retorno em Buenos Aires (ARG), na segunda, encarou o uruguaio Pablo Cuevas, então 401º colocado no ranking da ATP, e foi derrotado por 2 sets a 0. A derrota na estreia em Buenos Aires foi a décima consecutiva de Bellucci, que não conquista uma vitória desde o início de julho, quando superou o tcheco Lukas Rosol na primeira rodada do Torneio de Stuttgart, na Alemanha. Belucci agora é apenas o terceiro brasileiro no ranking mundial. O melhor é Rogério Dutra Silva, o Rogerinho, que aparece no 126º lugar, seguido de João Souza, o Feijão, que está cinco colocações atrás. No Top 200, o Brasil ainda tem Guilherme Clezar na 177ª posição. TOPO - No alto do ranking masculino, poucas modificações na semana que se seguiu ao ATP 500 de Valência. Destaque apenas para o russo Mikhail Youzhny, que venceu na Espanha e ganhou seis posições, passando para o 15º lugar. Por conta disso, Gilles Simon, Fabio Fognini, Kei Nishikori, Tommy Robredo e Kevin Anderson perderam um posto cada. O norte-americano John Isner foi passado também pelo polonês Jerzy Janowicz e caiu duas colocações, aparecendo agora em 16º. DUPLAS - Apesar do título em Valência, Bruno Soares ficou mais longe dos líderes do ranking mundial de duplas. Isso porque o brasileiro, ao lado do austríaco Alexander Peya, defendia o título na Espanha e não agregou pontos à sua conta. Por outro lado, os irmãos Bob e Mike Bryan, derrotados por Soares e Peya na final, não defendiam pontos. Na Corrida dos Campeões, que considera os resultados por duplas neste ano, os norte-americanos lideram com folga (13.365 pontos) seguidos por Soares/Peya (6.730). A terceira dupla da lista também tem um brasileiro: Marcelo Melo, com o croata Ivan Dodig (3.775). Confira como ficou o ranking mundial: 1.º Rafael Nadal (ESP), 11.670 2.º Novak Djokovic (SER), 11.120 pontos 3.º David Ferrer (ESP), 6.600 4.º Andy Murray (GBR), 6.280 5.º Juan Martín del Potro (ARG), 5.365 6.º Roger Federer (SUI), 4.245 7.º Tomas Berdych (RCH), 4.180 8.º Stanislas Wawrinka (SUI), 3.240 9.º Jo-Wilfried Tsonga (FRA) 3.235 10.º Richard Gasquet (FRA), 3.130 11.º Milos Raonic (CAN), 2.860 12.º Tommy Haas (ALE), 2.425 13.º Nicolás Almagro (ESP), 2.290 14.º Jerzy Janowicz (POL), 2.150 15.º Mikhail Youzhny (RUS), 2.145 16.º John Isner (EUA), 2.070 17.º Gilles Simon (FRA), 2.060 18.º Fabio Fognini (ITA), 2.010 19.º Kei Nishikori (JAP), 1.915 20.º Tommy Robredo (ESP), 1.830 126.º Rogério Dutra Silva (BRA), 423 131.º João Souza (BRA), 417 168.º Thomaz Bellucci (BRA), 305 177.º Guilherme Clezar (BRA), 286

Leia tudo sobre: bellucciquedarankingmundialatptenis