Após seis horas de protesto, LMG-808 é liberada por manifestantes

Ato é contra a desocupação de terrenos invadidos na região; grupo colocou fogo em vários pneus

iG Minas Gerais |

Protesto em Contagem
Cerca de 300 pessoas fizeram uma manifestação e fecham a LMG-808, na manhã desta segunda-feira (28). De acordo com a Polícia Militar, o protesto aconteceu na entrada do bairro Tupã e teve início por volta das 5h30. Os manifestantes protestam contra a desocupação de uma área invadida na região. Segundo a decisão judicial, o desocupação deve acontecer nesta terça-feira (29). A pista foi totalmente liberada às 12h, de acordo com a Polícia Militar Rodoviária. Populares chegaram o colocar fogo em pneus para interditar o trecho. O Corpo de Bombeiros foi acionado. Os dois sentidos da via ficaram fechados e o congestionamento chegou a mais de dois quilômetros no sentido centro de Contagem e Esmeraldas.  Por volta das 11h30, a rodovia começou a ser liberada nos dois sentidos. De acordo com a Polícia Militar Rodoviária, duas pistas foram desobstruídas em cada sentido. Os manifestantes exigiam a presença do prefeito do município, Carlin Moura, para negociação. Segundo eles, a área particular está abandonada há mais de 40 anos e, atualmente, quase 3.000 pessoas estão acampadas do local. Ainda segundo os manifestantes, a prefeitura realizou o cadastro das famílias, mas eles receberam uma multa de questão ambiental e, poucos dias depois, a ordem de despejo. Outro lado Em nota, a Prefeitura de Contagem informou que o proprietário do terreno invadido ganhou na justiça, por meio de liminar o direito de reintegração de posse, que será executado pela Polícia Militar.  A Prefeitura de Contagem prestará toda a assistência às famílias. Ainda em nota, a prefeitura informa que a invasão foi feita em terreno particular, numa Área de Proteção Ambiental (APA), e está colocando em risco a Lagoa Vargem das Flores, que abastece mais de 400 mil famílias da região metropolitana de Belo Horizonte, e está uma Área de Preservação Permanente (APP); As invasões provocaram diversas queimadas no local, abrindo uma grande área de desmatamento, provocando assim, o desequilíbrio ecológico, com o risco de assoreamento e poluição da Lagoa de Vargem das Flores; A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Habitação já fez um cadastro social das famílias invasoras para a inclusão no programa de moradia, sendo que apenas 80 aderiram ao programa.  A secretaria informa, ainda, que já disponibilizou um lugar para que as famílias possam guardar  os seus pertences; Detidos Durante o protesto, dois motociclistas, que tentaram furar o bloqueio, foram detidos. Eles teriam jogado os veículos contra os manifestantes. Ninguém ficou ferido.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave