Em jogo fraco, Portuguesa e Flamengo empatam sem gols

Duelo foi disputado no Castelão, em Fortaleza, já que a equipe paulista decidiu vender o mando de campo para ter uma renda maior contra o clube mais popular do Brasi

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Jogando como mandante, mas em um estádio tomado por flamenguistas, a Portuguesa foi até Fortaleza para empatar por 0 a 0 com o Flamengo, na Arena Castelão. A equipe paulista decidiu vender o mando de campo para ter uma renda maior contra o clube mais popular do Brasil. O jogo foi válido pela 31.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, a Portuguesa, que enfrenta uma crise financeira e há três meses não paga o salário de seus jogadores, voltou a se complicar na tabela de classificação. Com 39 pontos, o time é o 13.º colocado e está a seis da Ponte Preta, primeiro clube dentro da zona de rebaixamento. O Flamengo é 11.º, com 41 pontos e está há dois jogos sem vencer no Brasileirão. Atuando debaixo de um forte sol que atingiu a cidade de Fortaleza, Portuguesa e Flamengo fizeram um jogo morno, sem muita emoção, sobretudo no primeiro tempo. Empurrado pela torcida, que era maioria na Arena Castelão, o time carioca trabalhava a bola no meio de campo, mas não conseguia evoluir. Os goleiros só foram trabalhar depois dos 33 minutos. Em erro de Amaral, que perdeu a bola para Bergson, Bruno Henrique recebeu e arriscou de fora da área, exigindo boa defesa de Felipe, que saltou para espalmar para escanteio. Depois do susto, o Flamengo resolveu colocar a bola no chão e chegou ao ataque com mais calma. Aos 36 minutos, o time carioca foi tocando a bola até chegar na intermediária. De muito longe, João Paulo arriscou um chute forte para o gol. A bola quicou e dificultou a defesa de Lauro, que espalmou. Na volta do intervalo, a Portuguesa voltou mais ligada e pressionou o Flamengo no seu campo de defesa. As grandes chances entretanto, vinham nos contra-ataques do time carioca. Aos sete minutos, Luiz Antônio fez grande jogada pela direita e cruzou para a área. Depois de passar por Hernane, a bola sobrou para André Santos, que chutou de primeira, mas jogou para fora. Aos 23 minutos, foi a vez de Paulinho assustar o goleiro Lauro. Depois de bate e rebate, a bola sobrou para o atacante, que chutou forte de fora da área. A bola desviou no zagueiro Lima e tirou tinta da trave do goleiro da Portuguesa. Na cobrança do escanteio, Hernane subiu mais alto e cabeceou no travessão. A última grande chance apareceu aos 32 minutos e novamente foi do Flamengo. Leonardo Moura invadiu a área e tentou o chute. A bola foi travada pelo zagueiro e sobrou para Rafinha, mas o meia pegou mal e chutou para fora. Pela 32.ª rodada, a Portuguesa volta a campo no próximo sábado, às 19h30, para enfrentar o São Paulo, no estádio do Morumbi, em São Paulo. Já o Flamengo fará o clássico contra o Fluminense no domingo, às 19h30, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. FICHA TÉCNICA PORTUGUESA 0 x 0 FLAMENGO PORTUGUESA - Lauro; Luis Ricardo (Wanderson), Lima, Valdomiro e Bryan; Willian Arão, Bruno Henrique, Moisés (Henrique) e Souza (Héverton); Bergson e Gilberto. Técnico: Guto Ferreira. FLAMENGO - Felipe; Léo Moura, Wallace, Chicão e João Paulo;Amaral, Elias, Luiz Antônio (Diego Silva) e André Santos (Rafinha);Paulinho e Hernane. Técnico: Jayme de Almeida. CARTÕES AMARELOS - Bryan, Lima, Héverton e Souza (Portuguesa); Luiz Antônio (Flamengo). ÁRBITRO - Anderson Daronco (RS). RENDA - R$ 890.950,00. PÚBLICO - 22.671 pagantes. LOCAL - Arena Castelão, em Fortaleza (CE).

Leia tudo sobre: futebol nacionalflamengourubuportuguesalusacampeonato brasileirosérie a