De olho no Mundial, seleção feminina de handebol vence torneio na Hungria

Brasil derrotou a Noruega na final e conquistou a Provident Cup. Mundial começa em dezembro

iG Minas Gerais | agência estado |

Divulgação / CBHb
Alexandra foi o grande destaque brasileiro na decisão contra a Noruega
A seleção brasileira feminina de handebol manteve a invencibilidade no ano ao conquistar a Provident Cup, na Hungria. A equipe derrotou a Noruega por 28 a 24, neste domingo, bateu as anfitriãs no sábado, por 28 a 26, e as croatas, na sexta-feira, por 32 a 23. O destaque individual também ficou com o Brasil. Alexandra Nascimento, melhor jogadora do esporte no mundo em 2012, foi eleita a melhor atleta da competição. O torneio amistoso faz parte de preparação para o Campeonato Mundial, que vai ser disputado na Sérvia, em dezembro. Para Alexandra, confrontos contra seleções europeias são importantes neste momento. "Nós aproveitamos o torneio para testar, ver o que dá certo e o que não dá para melhorarmos até o Mundial”, disse. “Durante esses dias, corrigimos algumas coisas, mas ainda precisamos melhorar outras, como os erros de passes, pois em campeonatos de alto nível vence aquele que erra menos". O técnico Morten Soubak afirma que jogos de alto nível, como o deste domingo, são importantes para o desenvolvimento do elenco. "A partida foi difícil. Nós mudamos a nossa defesa, o que atrapalhou a Noruega e foi bom. Estou bastante satisfeito com a equipe”, disse. Para Morten, o período de treinamentos e amistosos que a seleção realizou, primeiramente na Áustria e agora na Hungria, foi positivo. "Não há dúvidas que fizemos uma ótima fase. A equipe está bem preparada, conseguiu colocar em quadra o que tínhamos trabalhado e melhorou em vários aspectos", afirmou. A seleção brasileira volta a se reunir em novembro na Europa para a última etapa de atividades antes do Mundial. Entre as conquistas deste ano estão os títulos do Sul-Americano, na Argentina, em março, e do Pan-Americano, na República Dominicana, em junho.

Leia tudo sobre: handebolbrasilseleçãotítulo