Corinthians e Santos empatam clássico movimentado no interior paulista

Duelo foi disputado em Araraquara e teve o time da capital saindo na frente do placar, com Douglas. Zagueiro Gustavo Henrique empatou para o Peixe

iG Minas Gerais | agência estado |

Rei dos empates no Campeonato Brasileiro, o Corinthians somou mais um neste domingo, diante do Santos. As equipes fizeram um clássico movimentado, com o primeiro tempo todo corintiano e a etapa final dominada pelo time santista. Por isso, a igualdade em 1 a 1, na Arena Fonte Luminosa, em Araraquara, representou bem o que foi o confronto. Douglas e Gustavo Henrique marcaram os gols. O resultado pouco alterou a situação do Corinthians na competição, mas amenizou um pouco a crise que se instaurou no Parque São Jorge. Nem tanto pelo empate, o 14.º da equipe no Brasileirão, mas sim pela atuação vibrante, principalmente no primeiro tempo, bem diferente do que vinha sendo apresentado. Na tabela, o time subiu para 41 pontos, na 12.ª posição. Por outro lado, o Santos voltou à rotina de alternar bons jogos com atuações abaixo do esperado. Depois de golear o Náutico na última rodada, não mostrou a mesma força neste domingo. Oitava colocada na tabela, com 44 pontos, a equipe volta a campo no domingo para pegar o Cruzeiro, pela 32.ª rodada, na Vila Belmiro. No mesmo dia, o Corinthians pega o Vitória, no Barradão. O jogo O Corinthians começou com amplo domínio. Nem parecia a equipe com o futebol insosso que instaurou uma crise no Parque São Jorge por conta dos fracos resultados dos últimos meses. Diego Macedo e, principalmente, Emerson davam muita dor de cabeça aos defensores adversários. Aos dez minutos, o atacante quase marcou em chute de longe, que Aranha defendeu com muita dificuldade. O Santos acertou a marcação e equilibrou o jogo. Montillo, aos 15 minutos, quase marcou por cobertura. O Corinthians respondeu aos 19 em dois lances com Alessandro. No primeiro, o lateral aproveitaria cabeçada errada de Douglas se Cicinho não tivesse afastado. No segundo, ele recebeu na entrada da área, cortou e bateu fraco. Apesar da melhora do Santos, o Corinthians seguia dono do jogo e chegaria ao primeiro gol aos 26 minutos. Emerson recebeu pela direita, arrancou e cruzou na cabeça de Douglas, que cabeceou para o gol vazio. No lance, Arouca acertou um chute no nariz do meia, que, sangrando bastante, sequer comemorou. Com os laterais bastante soltos, o Corinthians encurralava o Santos e quase marcou o segundo aos 31, em jogada que começou novamente com Alessandro. Ele puxou contra-ataque e deu para Renato Augusto, que aplicou lindo drible em Arouca e lançou Emerson. O atacante driblou Gustavo Henrique e bateu em cima de Aranha. A resposta veio dois minutos depois, quando Mena cruzou na cabeça de Cícero, que finalizou sozinho. Walter fez grande defesa. Pouco antes do intervalo, o Corinthians perdeu uma grande chance. Emerson foi lançado e se enrolou com Cicinho, que caiu. O árbitro mandou seguir e o atacante ficou sozinho com Aranha, mas parou no goleiro santista. A conversa no intervalo parece ter feito bem para o Santos, que voltou melhor para o segundo tempo. Cícero, de falta, quase marcou aos dez. Seis minutos depois, saiu o empate. Mena cruzou e Arouca, sozinho, se atrapalhou. A bola ficou com Gustavo Henrique, que bateu em cima de Walter. Na volta, o próprio zagueiro tocou para a rede. O empate deixou o jogo mais morno e as equipes só voltaram a criar em lances de bola parada. Primeiro foi o Santos, com Edu Dracena, que aproveitou erro na linha de impedimento, mas mandou para fora. O Corinthians respondeu com Gil, que recebeu após escanteio e, sozinho, isolou. Antes trunfo corintiano, a defesa dava muito espaços ao Santos, que só não marcou o segundo graças à ineficiência de Everton Costa. O atacante recebeu ótima enfiada de Willian José, mas bateu em cima de Walter. A resposta veio novamente logo depois. Douglas tentou de fora da área e acertou a trave no último bom momento do jogo.

Leia tudo sobre: santoscorinthianscampeonato brasileiro