Repórter do Magazine, Thiago Pereira, escreve sobre a morte de Lou Reed

É por causa de lou reed que entendi que a vida só é cheia de vida porque tem aqueles e aquilos que sublimam a escola, o hospício, o governo, o sexo, a morte, a arte, a vida, enfim

iG Minas Gerais | THIAGO PEREIRA |

então, seguinte. passei boa parte da minha vida pensando sobre esse dia: o dia que lou reed morreria basicamente, porque ele é candidato a "artista n° 1" na minha extensa lista de grandes artistas bem, esse dia chegou. fiquei sabendo da notícia meio bêbado e feliz da vida e assim segui: meio bêbado e feliz da vida um pouquinho triste, claro mas, porra, lou viveu 71 anos (e sim, também pensei que ele viveria mais alguns séculos. e pior, não consegui vê-lo ao vivo) morreu tiozinho, pagando onda de gatão, marombeiro. louvado até pelo "metal machine music" muito mais interessante do que sucumbir a lenda, que tantos apostavam (quantas vezes mataram lou reed?quantas vezes lou reed se matou?) na real, não sei nem dimensionar a importância do cara pra mim. não sei mesmo. a gente vive falando de momentos que marcam nossa vida, etc, etc, etc. a primeira vez que ouvi "heroin", foi daqueles momentos definidores, tatuados pra sempre na alma todos os discos do velvet. o primeiro solo. "transformer" (!). "berlin" (!!!). "coney island baby". "street hassle". "rock ´n roll animal". "sally can´t dance". "new york" (!!!!, obrigado Evaldo Magalhães). "songs for drella" (!!!!!!). e rock alternativo, punk rock, jornalismo musical, lester bangs, transgressão, noise, drogas de farmácia, sexualidade mista, poesia marginal, dissonâncias, glam rock, rock como literatura, literatura rock, lado b, wild side, andy warhol, "marble index", anfeta, estranheza, primeiras paixões, e tudo isso e muito mais que isso e se as putas estão de luto os travecos estão de luto os poetas que se suicidam a cada verso estão de luto aqueles que sabem que a vida começa mesmo depois do horário bancário. todos estes estão de luto- mesmo sem saber que porra é lou reed eu também estou de luto porque é por causa de lou reed que percebi a beleza de todos eles e de tudo isso é por causa de lou reed que entendi que a vida só é cheia de vida porque tem aqueles e aquilos que sublimam a escola, o hospício, o governo, o sexo, a morte, a arte, a vida, enfim alguns escrevem obras filosóficas e teorias imensas pra explicar isso e alguns conseguem eternizar isso nos poucos minutos de uma canção pop (e ele conseguiu fazer "heroin", "candy says", "the bed", "kill your sons", "romeu had juliet", "open house", etc etc etc etc etc etc etc etc etc etc etc etc) OBRIGADO,mestre (e agora, sim, eu choro um pouquinho

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave