Ministro da Educação faz balanço do Enem e lamenta morte de mineiro em Varginha

Em torno de cinco milhões de candidatos participaram dos dois dias de provas da edição de 2013 em todo o país

iG Minas Gerais | JULIANA BAETA |

DA REDAÇÃO
Estudantes que divulgaram fotos do cartão-resposta podem ser eliminados do Enem
Após o encerramento oficial do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) neste domingo (27) o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, falou sobre o balanço do teste. "Foi um grande êxito. O trabalho para o próximo Enem começa amanhã", disse. O gabarito das provas será divulgado no dia 30 deste mês e a correção dos testes será feita na primeira semana de janeiro de 2014. "Precisamos deste tempo para ter uma correção bem feita, com qualidade", disse o ministro. Nos dois dias de provas, 5 milhões de candidatos passaram pelo Enem, o que significa que o número de inscritos dobrou desde 2009. Para o ministro, a edição de 2013 do teste foi a maior da história: "Agora vamos começar a nova fase, a correção das provas, vamos ter mais rigor nas redação e o número de corretores também aumentou. Com isso, os estudantes terão mais oportunidades de disputar vagas do Sisu, Prouni, Fies, Sisutec e Ciências sem Fronteiras". Incidentes Cerca de dois milhões de twitters foram monitoradas pelo Mec, e os 36 candidatos que postaram fotos do cartão de matrículas e imagens das provas foram excluídos do exame. O número é relativamente baixo se comparado ao do ano passado, quando 67 candidatos foram eliminados por postar informações sobre os testes em redes sociais. "É uma atitude que só prejudica a eles, o sigilo das provas foi preservado durante mais de um ano de preparação", disse Marcadante. O ministro também falou sobre um radialista de Unaí, na região Noroeste do Estado, que tirou foto da prova. "É mais lamentável ainda por se tratar de um profissional da imprensa. Ele será processado por tentativa de prejudicar exame de concurso público", enfatizou Mercadante. Além disso, o ministro citou outras situações que ocorreram durante o Enem 2013, como uma gestante que entrou em trabalho de parto durante o teste e, após o nascimento da filha Luna, continuou a prova, no Rio de Janeiro. E também o caso de Fernando Ximenes que morreu em um acidente na estrada, a caminho da prova, em Varginha, no Sul de Minas. O ministrou prestou os pêsames a família e disse que o ocorrido foi o fato mais triste do Enem.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave