Brasil é o campeão de spams da região

iG Minas Gerais | PEDRO GROSSI |

De cada cinco e-mails maliciosos (spams) originados da América Latina, dois saem do Brasil, segundo levantamento realizado pela consultoria Trend Micro Brasil.   Embora não especifique o número de spams enviados, o relatório afirma que o volume superou os 500 milhões – apenas no primeiro trimestre de 2013. No ranking latino-americano, o Brasil é seguido pelo México, com participação de 18,10%, pela Argentina (11,9%) e Colômbia (9,1%). Apesar do destaque negativo no continente, explicado, em parte, pela população maior do país e por sistemas não atualizados que se tornaram ferramentas para envio de spams, o Brasil melhorou sua situação no ranking nos últimos quatro anos. Em 2009, chegou a ser o principal país no mundo a enviar e-mail maliciosos ou de publicidade não solicitada. Na época, o Brasil representava 17% do total mundial de endereços de spammers (que enviam spams). De 2009 a 2013, o número de endereços eletrônicos (IPs) brasileiros responsáveis pela emissão dos spams caiu de mais de um milhão para 200 mil. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave