Área externa convidativa

“Natural” assume o posto de vedete em projetos de arquitetura e decoração

iG Minas Gerais | Ana Paula Braga |

Fábio Cabral/ Divulgação
No espaço projetado pela profissional Iara Santos, destaque para as cadeiras trabalhadas em fibra e madeira, da Mac Móveis. Peças garantiram charme ao ambiente.
Design sofisticado, curvas sinuosas, linhas retas e acabamento impecável são características marcantes de um mobiliário adequado para o ambiente externo da casa. Beleza e conforto têm sido palavras de ordem para curtir dias gostosos ao ar livre, sendo uma boa pedida ocupar a área externa com um décor que misture estilos e cores.    Existe hoje no mercado uma linha extensa de móveis para jardim. Chaises, espreguiçadeiras, poltronas, cadeiras, mesas, banquetas e pufes preenchem a lista dos mais procurados para ocupar esse tipo de espaço. Preparados para suportar umidade e calor intenso, a maioria das peças são produzidas com tecidos impermeáveis ou acrílicos, têm alta durabilidade e bloqueiam os raios ultravioleta. O uso de novas tecnologias na fabricação dos produtos também consegue manter longe as manchas e mofos.    “Gosto muito dos móveis de fibra sintética, pois tornam o ambiente mais aconchegante, podem ser utilizados em locais descobertos e, em alguns casos, até mesmo sobre o gramado. Essas peças sintéticas não exigem manutenção, apenas a limpeza das fibras com pano e água. Ultimamente, tenho escolhido para os projetos móveis externos muito bonitos, que mesclam madeira e fibra natural”, relata a arquiteta e paisagista Daniela Sedo.    A tonalidade terrosa das fibras, que varia entre o bege e o marrom, segue uma paleta de cores neutras, mas também é possível ver cores vibrantes como pontos fortes, que podem ser ainda mais realçadas com diferentes texturas e relevos, além de tecidos estampados.  O ponto alto da área externa será a iluminação, que dará mais aconchego ao espaço. Além do plafon, candelabros ou arandelas, lâmpadas direcionadas auxiliam a dar ideia de amplitude e têm o poder de destacar determinada peça ou mobiliário.   Para compor o projeto desta varanda (foto acima)os designers de interiores Alfredo Mendes e Luiza Imperial se inspiraram em pessoas que adoram curtir suas casas e que encontram sempre um bom pretexto para reunir amigos, em qualquer estação. O destaque fica para o mobiliário em madeira e fibras.    Para dentro da casa É o natural que assume agora o posto de vedete na maioria dos projetos de arquitetura e decoração. O mobiliário típico para ser usado em áreas externas começa a invadir os ambientes internos da casa e caíram no gosto dos moradores que não têm receio de misturar o rústico ao contemporâneo.    Peças elaboradas em sisal, tramas, ratã e vime oferecem um visual moderno e são boas possibilidades para decorar espaços como salas de jantar, livings e varandas internas. Inclusive, a integração dos ambientes da casa ajuda a naturalizar o uso de móveis da área externa pelos demais cômodos da casa.    Outra alternativa interessante, segundo Daniela Sedo, é recorrer a móveis produzidos com raízes e troncos de árvores que caíram naturalmente. “Essas peças são trabalhadas por artesãos e recebem tratamento contra cupins e brocas”, afirma.   

Leia tudo sobre: Decoraçãoárea externa