Perua em traje esportivo

Audi RS6 Avant é a station produzida em série mais rápida do mundo

iG Minas Gerais | Raimundo Couto |

Luiz Humberto Pereira/CZN
Modelo tem sistema de tração integral, associado a um câmbio automático de oito marchas
Se daqui para frente tudo será diferente na vida da Audi, que anunciou recentemente o retorno da produção de seus sofisticados e luxuosos automóveis no Brasil, só o tempo é capaz de dizer. Enquanto a equação aguarda resposta, a montadora alemã das quatro argolas segue trazendo novidades para o mercado premium, onde atua rivalizando com as arqui-inimigas Mercedes-Benz e BMW. Dessa vez, uma perua está recebendo o destaque. Mas não é uma perua comum, daquelas que se propõe ser um carro para atender a família na rotina dos caminhos que levam os filhos à escola, a esposa ao supermercado e a turma toda para o lazer no fim de semana. Trata-se de uma versão apimentadíssima da linha A6, vestida com carroceria de utilitário, mas que esconde em seu capô uma usina de força capaz de fazer as crianças grudarem nos bancos de couro. O modelo é equipado com motor 4.0 V8 biturbo, de 560 cavalos entre 5.700 e 6.700 giros, e 71,4 kgfm de torque, que já aparece aos 1.750 rpm, e fica disponível integralmente até as 5.500 rpm. O propulsor é acoplado a uma transmissão automática (Tiptronic) de 8 marchas. Ainda de acordo com informações do fabricante, a RS6 Avant acelera até os 100 km/h em 3,9 segundos; foi a primeira perua a baixar a marca dos 4 segundos, diz a Audi. Ela alcança a velocidade máxima de 305 km/h, quando equipada com o pacote opcional Dynamic. A abreviatura RS representa a versão mais potente de modelos de série, equipados com tração permanente e integral. Mesmo sendo uma perua, o RS6 Avant transpira esportividade nos detalhes como aplicações em alumínio fosco, grade de proteção preta na dianteira, para-choques com grandes entradas de ar e spoiler no teto. As rodas enormes, de 21 polegadas, mostram “de cara” que a RS6 não veio ao mundo a passeio. Entre os equipamentos de série, estão faróis de LEDs, sistema de controle da pressão dos pneus, soleiras iluminadas, bancos esportivos com revestimento em couro, sistema de estacionamento, controle de cruzeiro, ar-condicionado automático de três zonas, sistema de navegação e Bluetooth. Internamente, o RS6 conta com tela de entretenimento central de 10 polegadas e 15 alto-falantes.Por trás de toda potência, a Avant RS6 oferece espaço. São 5m de comprimento e 2 m de largura. O porta-malas possui capacidade para 565 litros. De tirar o fôlego O melhor do RS6 é mesmo sentir a força bruta de sua cavalaria. Dócil quando não instigada e agressiva quando provocada. Segundo a própria Audi, é a perua esportiva mais rápida do planeta produzida em série. Guiar um carro como esse em um autódromo permite sentir fortes emoções, como as que pudemos obter durante rápido contato em ruas fechadas de um imponente condomínio em São Carlos, cidade do interior paulista. Ao sair do “retão” e adentrar uma sequência de curvas, a boa impressão só aumenta. Reforçado pelo sistema Quattro de tração integral e pelo Dynamic Ride Control na suspensão, além dos controles eletrônicos de tração, frenagem e estabilidade, o carro avança nos trechos sinuosos como se corresse sobre trilhos, de um jeito quase sobrenatural. O efeito disso sobre o motorista é até preocupante – instiga a acelerar cada vez mais. Algo que é compensado pela tranquilizadora sensação de controle para quem dirige o RS6 Avant. A percepção é de domínio absoluto. Quando é necessário frear forte para entrar numa “chicane” mais travada, os dispositivos eletrônicos se encarregam de parar o carro de forma segura e progressiva, sem sustos nem sacolejos. No final do circuito, o cheiro dos freios de cerâmica superaquecidos deixa claro que a pista foi aproveitada de forma radical, como deveria ser. Uma perua para não se esquecer facilmente.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave