UFJF e Montes Claros fazem, neste sábado, clássico do interior mineiro

Apenas uma posição e dois pontos separam as duas equipes, que devem brigar, até o final do torneio, por uma vaga entre os oito classificados

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

ALEXANDRE LOUREIRO
UFJF pagou caro pelo excesso de erros
Se Sada Cruzeiro e Vivo-Minas fazem o maior clássico da capital mineira na Superliga masculina de vôlei, UFJF e Montes Claros são os responsáveis pelo encontro de maior repercussão quando o assunto é o interior do Estado. As duas equipes irão se enfrentar neste sábado, às 18h, na Zona da Mata em uma disputa direta pela classificação. Apenas dois pontos separam os dois times. Enquanto o Montes Claros possui três pontos, somados da vitória na última rodada, a UFJF tem apenas um ponto, vindo da derrota na estreia, no tie-break, para o Sesi-SP. "Será uma das partidas de confronto direto que teremos em nossa caminhada. Acredito que será um jogo disputado e muito difícil. Precisamos fazer algumas coisas para sair com a vitória. Uma das principais será sacar bem", indica Chiquita, técnico da UFJF, que ainda não venceu na competição, após três jogos. Depois de enfrentar o Sesi, o time enfrentou outros dois candidatos ao título: Sada Cruzeiro e RJX. A partida pode reservar a primeira vitória ao grupo, uma vez que será contra uma equipe de nível similar, além do fato de jogar em casa. "A torcida tem comparecido e apoiado. Espero que não seja diferente desta vez. Precisaremos dela ao nosso lado novamente", projeta Chiquita. Mudanças constantes no Montes Claros geram preocupação O treinador revela precaução contra o Pequi Atômico, que tem utilizado todo o elenco à disposição nas partidas. No último jogo, o Montes Claros conseguiu sua primeira vitória na Superliga, contra o Funvic-Taubaté-SP, por 3 a 0, em casa. "Eles rodam muito os jogadores, fazem várias substituições e lançam mão de todo o grupo. O time titular tem variado e o mesmo acontece durante os jogos. É um grupo experiente e eficiente no ataque. Teremos trabalho", garante o treinador da UFJF. Do lado de Montes Claros, a vitória contra o time de Giba pode servir de motivação em busca de uma melhor posição na tabela. O time está em oitavo e vê o adversário uma posição abaixo. Uma das esperanças do time para o jogo será o ponta Danilo, eleito o melhor em quadra no último jogo. Ele substituiu bem o companheiro de posição Bob, que ainda se recupera de uma pneumonia. “Sempre me espelhei no Bob. Substituí-lo na equipe tem sido uma honra. Estou aproveitando ao máximo esta oportunidade e espero contribuir cada vez mais", comenta o jogador. O último jogo foi o primeiro do time sob o comando de Nery Júnior, que entrou no lugar de Paulo Martins, novo gestor. Mais uma pedreira é esperada pelo time do Norte de Minas. “Não tem jogo fácil pela Superliga. Ganhamos da forte equipe do Taubaté e agora temos pela frente o UFJF, outro adversário muito difícil. Perdemos para eles no Campeonato Mineiro em um jogo complicado, e acredito que novamente será uma partida muito difícil”, disse Nery.