Goiás perde por 3 a 2 do Vasco, mas avança à semifinal

Esmeraldino terá outro carioca pela frente no torneio, agora o Flamengo

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Marcelo Sadio/vasco.com.br
Jogo foi disputado no Maracanã e Goiás soube fazer valer a vantagem conseguida no primeiro jogo
Apesar de perder por 3 a 2 para o Vasco, nesta quinta-feira, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, o Goiás se classificou para a fase semifinal da Copa do Brasil, beneficiado por ter vencido o primeiro confronto por 2 a 1, em Goiânia. Agora, o time do Centro-Oeste vai enfrentar o Flamengo em busca de vaga para a final da competição. A outra semifinal, definida na última quarta, será disputada por Grêmio e Atlético-PR. Com um time misto, por causa da luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro, o Vasco iniciou o jogo a todo vapor, pressionando o Goiás e contando com o incentivo da torcida. Com 16 minutos, já vencia por 2 a 0, dois gols marcados por Thalles, atacante formado nas categorias de base do clube. No primeiro, ele aproveitou boa jogada de Fagner pela direita. No outro, chutou com categoria de fora da área e surpreendeu o goleiro Renan. Como perdeu o jogo em Goiânia por 2 a 1, com a vantagem inicial o Vasco estaria classificado para a semifinal da Copa do Brasil. Mas a reação do visitante não tardou. E teve a participação direta do atacante Walter. Aos 18 minutos, ele deixou Hugo, sem marcação, diante de Alessandro. O ex-flamenguista completou para o gol e diminuiu. Logo depois, o auxiliar de arbitragem Cleber Gil errou ao assinalar impedimento em um gol do zagueiro Luan, do Vasco. Se ele não se equivocasse, o placar seria de 3 a 1 para o dono da casa. Mas, no segundo tempo, Walter ajeitou de peito a bola na medida para Amaral empatar. Em seguida, o melhor do Goiás na temporada acusou dores musculares e deixou o campo chorando. O Goiás então recuou demais o time e deu espaço para os ataques do Vasco. Aos poucos, o técnico Dorival Júnior começou a botar em campo os titulares que eram poupados no banco de reservas. Em um lance pela esquerda, Willie, que acabara de entrar, fez 3 a 2 para o Vasco. Mas o resultado não sofreu nenhuma outra alteração e o time goiano se classificou. JUSTIÇA - O Vasco entrou nesta quinta com pedido no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) de efeito suspensivo para a punição aplicada a Juninho pernambucano, suspenso por dois jogos por causa de uma falta em Paulinho e um gesto considerado obsceno no clássico disputado contra o Flamengo, pelo Brasileirão. A resposta do STJD deve ser dada nesta sexta. FICHA TÉCNICA VASCO 3 x 2 GOIÁS VASCO - Alessandro; Fagner, Renato Silva, Luan e Yotún; Sandro Silva (Willie), Fillipe Soutto (Pedro Ken), Juninho Pernambucano e Jhon Cley (Marlone); Thalles e Reginaldo. Técnico: Dorival Júnior. GOIÁS - Renan; Vítor, Ernando, Rodrigo e William Matheus; Amaral David, Eduardo Sasha (Júnior Viçosa) e Roni (Thiago Mendes); Hugo e Walter (Welinton Júnior). Técnico: Enderson Moreira. GOLS - Thalles, aos 2 e aos 16, e Hugo, aos 18 minutos do primeiro tempo; Amaral, aos 10, e Willie, aos 34 minutos do segundo tempo. CARTÕES AMARELOS - Sandro Silva (Vasco); Amaral (Goiás). ÁRBITRO - Luiz Flávio de Oliveira (SP). RENDA - R$ 439.900,00. PÚBLICO - 29.937 pagantes. LOCAL - Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).