FID chega à maturidade

Evento, que começa no dia 1º, completa 18 anos

iG Minas Gerais | gustavo rocha |

benoit
Referência. Importante nome da dança mundial, Benoît Lachambre traz ao FID “Snakeskins”
Na coletiva de imprensa para apresentação da nova edição do Fórum Internacional de Dança – FID, a diretora executiva do festival, Carla Lobo, brinca: “Já tem 18 anos. Pode andar com as próprias pernas”. O FID começa na sexta-feira da semana que vem, e vai de 1º a 10 de de novembro. Ele se desdobra em quatro frentes: FID Conexão Internacional, FID Território Minas, FIDinho e FID Circulando Grande BH. De acordo com a diretora artística do Fórum, Adriana Banana, “a ideia é superar essa característica eventual dos festivais e oferecer ações continuadas que perdurem por mais tempo”. A programação traz artistas de lugares pouco conhecidos por seus trabalhos no mundo da dança contemporânea, como Moçambique, e outros mais renomados. Também marca o reencontro do FID com o bailarino Benoît Lachambre – referência na comunidade internacional de dança por se dedicar à exploração do movimento e de suas fontes e por sua pesquisa estar sempre integrada a uma rede de artistas, tanto desconhecidos quanto consagrados. “Benoît é uma espécie de David Bowie da dança, um verdadeiro camaleão”, ressalta Adriana. No evento, Lachambre apresenta “Snakeskins”. A diretora prefere não fechar o leque quando se trata das temáticas abordadas pelos espetáculos do festival. “Não trabalho com um tema ou estilo determinado. É como se fosse uma caixa aberta em que vai se colocando coisas variadas dentro”, explica. Ela ainda adverte que, de certa forma, a dança é feita para ser vista e não para ser definida de uma maneira restritiva por palavras. “Posso contar a respeito de um espetáculo, achar que esse faz referências a isso ou aquilo, mas posso estar lendo a coisa da minha maneira. Cada um tem a sua”, diz Adriana. A diretora celebra o fato do FID ser feito para a cidade. Além dos baixos preços do ingresso (R$ 4 a inteira), ela destaca a contribuição do festival para a cena belo-horizontina da dança. “Teremos estreias de dois artistas que só acontecem porque o FID proporciona essa parceria”, explica. A programação do evento pode ser vista no site do FID ( www.fid.com.br ).

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave