‘Entre Nós’ tem boa recepção

Filme de Paulo Morelli exibido na Mostra de São Paulo apresenta potencial de bilheteria quando entrar em cartaz

iG Minas Gerais | Ludmila Azevedo |

o2 filmes
undefined
São Paulo. Exibido na noite de quarta-feira, no Cine Livraria Cultura, dentro da 37ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, “Entre Nós”, de Paulo Morelli, teve em seu segundo teste junto ao público uma boa aceitação. O longa foi vencedor no Festival do Rio nas categorias de melhor roteiro para Paulo Morelli e melhor atriz coadjuvante para Martha Nowill, pela personagem Drica. Parte do elenco esteve presente na sessão, e Morelli, um dos diretores da produtora O2, aproveitou para elogiar o filho Pedro, codiretor do projeto. “Entre Nós”, que inicialmente se chamaria “A Pele de Cordeiro”, é ambientado numa casa de campo, na Serra da Mantiqueira, bem na fronteira entre Minas Gerais e São Paulo. “É uma história sobre amizade, traição e passagem do tempo”, explica Morelli, que construiu a narrativa em 1992 e 2002. Um grupo de amigos, então com 25 anos, é apresentado ao espectador. Ingênuos, sonhadores e meio inconsequentes, eles têm em comum a paixão pela literatura. Selando um pacto, cada um escreve uma carta que será lida uma década depois. O reencontro é marcado por situações tensas, a tentativa de reatar laços que o tempo desfez e uma tragédia. Há entre eles quem conseguiu realizar tudo o que planejou, quem estagnou e quem viajou pelo mundo em busca de outros objetivos. Menos festivo e mais cínico, o momento reflete o que Cazé (Júlio Andrade) comenta numa passagem: “Qual drama pode ser maior, o de não conseguir o que se deseja ou o de conseguir?”. Caio Blat (Felipe) é o personagem central, que possui doses de suspense e humor. “Entre Nós” conta com as presenças de Maria Ribeiro, Carolina Dieckmann, Paulo Vilhena, Júlio Andrade, Martha Nowill e Lee Taylor. “Foi a partir da escolha dele que compus o elenco. Quem não era amigo na vida real, acabou ficando. Passamos duas semanas ensaiando na locação. Foi um processo de imersão”, diz o diretor, que contou com Christian Duurvoort como preparador do elenco. A mistura de atores de escolas diferentes, como a televisão, o teatro e o cinema, além de ter ficado equilibrada, promete atrair o grande público quando estrear nacionalmente em março de 2014. Coproduzido pela Paris Filmes, Telecine e Globo Filmes, “Entre Nós” leva o selo da O2 e, mesmo que sem um grande toque de ousadia, é feito na medida para quem quer assistir a uma história bem contada. A jornalista viajou a convite da Mostra

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave