Mundial de skate downhill tem final em Santa Luzia

Durante as competições, atletas podem chegar a velocidade acima de 100 km/h

iG Minas Gerais | Ludmila Pizarro |

MARIELA GUMARÃES
Velocidade. Objetivo é descer o mais rápido possível, o atleta que cair do skate é desclassificado
Começou ontem, em Santa Luzia, a nona e última etapa do campeonato mundial de Skate Downhill. O torneio, trazido pela Federação Mineira de Skate Downhill, segue até domingo e definirá os campeões do mundo nas categorias open, junior, feminino e master de downhill stand up, além da categoria open do Street Luge. O downhill é uma modalidade do skate praticada em ladeiras com inclinações e curvas. Das etapas do mundial apenas duas acontecem em autódromo, uma delas no Mega Space, na região metropolitana de Belo Horizonte. O objetivo do atleta é descer o mais rápido possível, podendo chegar a velocidades superiores a 100 km/h. Trata-se de uma das modalidades mais antigas do skate. Essa semana a etapa reunirá mais de 120 atletas vindos dos países Rússia, Canadá, Chile, Estados Unidos, Argentina, Peru, Colômbia, Suécia Costa Rica e Eslovênia, além do Brasil. O canadense Kevin Reimer lidera a competição e é um dos favoritos para levar o título no domingo. O brasileiro Jonas Richter está em 7º lugar. Outro brasileiro de destaque é Max Ballesteros. “Meu objetivo é estar entre os cinco primeiros do ranking mundial” disse Max que atualmente figura na 14ª posição.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave