Thiago Ribeiro descarta facilidade para o Santos por queda corintiana

Atacante do Peixe acha que o Corinthians vai querer dar uma resposta à imprensa e ao torcedor

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Ivan Storti/Santos
Thiago Ribeiro espera um jogo difícil contra o "forte e compacto" sistema defensivo do Timão
O atacante Thiago Ribeiro não acredita que a eliminação do Corinthians nas quartas de final da Copa do Brasil, sacramentada na última quarta-feira, trará facilidades ao Santos no clássico deste domingo, em Araraquara, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Para ele, o rival deve ser respeitado e entrará em campo com a motivação extra de dar uma resposta ao seu torcedor. "A dificuldade do jogo é a mesma, porque o Corinthians vem de eliminação na Copa do Brasil e é um clássico. É claro que eles vão querer da uma resposta ao torcedor, à imprensa. A gente tem que ficar atento a isso porque o Corinthians vai querer dar uma resposta e temos consciência de que uma vitória diante do Corinthians inicia a nos dar a regularidade que a gente sempre falou e, essa regularidade chegando nessa reta final, que é a de definição do campeonato, será muito boa", disse. Apesar da campanha ruim do Corinthians no Campeonato Brasileiro, apenas em 12º lugar, o próximo adversário do Santos tem a melhor defesa, com apenas 18 gols sofridos em 30 partidas. Assim, Thiago Ribeiro destacou que não será fácil superar o adversário na Fonte Luminosa. "Você assiste jogos, então quando você está assistindo um jogo da equipe adversária, você já tem muita noção de como a equipe joga e, o Corinthians tem um sistema defensivo muito forte e compacto. Deixam poucos espaços. A gente tem que ser inteligente pra conseguir trocar passes com velocidade e penetrar na defesa do Corinthians", comentou. Para conseguir isso, Thiago Ribeiro destacou a necessidade do Santos jogar em velocidade para tentar envolver a defesa do Corinthians. "O segredo para conseguir penetrar na defesa é movimentação e toques rápidos. Se tem toques rápidos dificulta para qualquer defensor. Procurar fazer o que a gente vem fazendo jogar com velocidade, com toques rápidos para a gente chegar em situações reais de chegar até o gol", afirmou.