Por problemas fiscais, Tribunal avaliará pedido de cancelamento do GP da Índia

Suprema corte do país explicou que vai avaliar o caso nesta sexta-feira

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

O Tribunal Superior da Índia anunciou nesta quinta-feira que vai ouvir e avaliar uma petição que solicita o cancelamento da prova de Fórmula 1 no país por causa de problemas fiscais. O GP da Índia está previsto para ser realizado neste fim de semana no circuito de Buddh, com o início das atividades na pista nesta sexta-feira, com a realização de treinos livres. A suprema corte do país explicou que vai avaliar o caso nesta sexta-feira. Uma ação pública pede para que a corrida não seja realizada porque os organizadores não pagaram os impostos relativos ao GP da Índia do ano passado. O imposto de entretenimento, que geralmente recai sobre grandes eventos geradores de receita de entretenimento, havia sido liberado de pagamento antes da primeira edição do GP da Índia, em 2011. Porém, um tribunal ordenou na semana passada que os organizadores paguem o imposto no valor de cerca de US$ 4 milhões (aproximadamente R$ 8,8 milhões) por ano. O futuro do GP da Índia já estava sob dúvida, pois a prova não foi incluído no calendário da temporada 2014 da Fórmula 1, mas há expectativa para a sua realização no campeonato seguinte. No entanto, os altos impostos na Índia podem aumentar as dificuldades de realização de uma nova corrida no país. Caso o GP da Índia seja disputado neste fim de semana, a prova pode marcar a conquista do tetracampeonato mundial pelo alemão Sebastian Vettel. Para isso, o piloto da Red Bull precisará terminar a prova apenas na quinta colocação.

Leia tudo sobre: formula 1f-1automobilismogp da india