Felipe Massa nega acordo com Williams e diz estar negociando com algumas equipes

Brasileiro vai deixar a Ferrari após o final da temporada 2013 e vai pilotar por outra escuderia em 2014

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Reprodução/Facebook
Massa afirmou que "não vai ir para uma equipe pequena"
O brasileiro Felipe Massa admitiu nesta quinta-feira que conversou com a Williams sobre a possibilidade de pilotar pela equipe na temporada 2014 da Fórmula 1, mas negou que tenha um acordo fechado. Além disso, destacou, na véspera do início das atividades do GP da Índia, que vem conversando com várias escuderias para definir o seu futuro. "Não tenho nada a dizer nesse momento", afirmou inicialmente Massa, para só depois comentar mais diretamente as especulações. "Quando for a hora certa, eu vou comentar. Com certeza, eu estou falando com algumas equipes, incluindo até mesmo a Williams", completou o brasileiro, que será substituído pelo finlandês Kimi Raikkonen na Ferrari no próximo campeonato. Massa reiterou o discurso de que não vai se transferir para uma equipe pequena - a Williams é uma das mais tradicionais competidoras da Fórmula 1, mas está longe dos seus melhores momentos, tanto que somou só um ponto nesta temporada. Além disso, o brasileiro rejeitou a possibilidade de usar seus patrocinadores para assegurar uma vaga. "Eu não vou ir para uma equipe pequena. Eu vou para uma equipe que tem possibilidades de construir um bom carro. Eu não sou um piloto pagante, por isso não vou ir para um time só porque eu tenho um patrocinador. Eu irei pela minha experiência e pelo que já alcancei em minha carreira", afirmou. Com apenas quatro provas para o fim do campeonato, Massa sabe que precisa definir o seu futuro logo, mas garantiu que também está concentrado em ajudar a Ferrari a assegurar o vice-campeonato do Mundial de Construtores. "Eu quero fazer o melhor que puder para marcar o máximo de pontos possíveis", disse. "O time ainda está lutando pelo segundo lugar no campeonato e isso é muito importante para nós, e é a única coisa que tenho em minha mente". Com 90 pontos, Massa ocupa apenas a sétima colocação no Mundial de Pilotos e participa neste domingo, no circuito de Buddh, de uma das suas últimas corridas pela Ferrari, sua equipe na Fórmula 1 desde 2006.

Leia tudo sobre: formula 1f-1automobilismoesportefelipe massa