Maria Lima faz show gratuito no ginásio poliesportivo

Artista se apresentará nesta sexta-feira (25), a partir das 22h; abertura será com a cantora betinense Anna Karina

iG Minas Gerais | José Augusto |

Reprodução internet
Marina Lima promete encantar o público em nesta sexta-feira (25), no poliesportivo de Betim
Um dos ícones da Música Popular Brasileira (MPB), a cantora Marina Lima se apresentará em Betim nesta sexta-feira (25), a partir das 22h. O show, que seria realizado na praça Milton Campos, foi transferido para a entrada do Ginásio Poliespotivo Divino Ferreira Braga. A betinense Anna Karina fará a abertura do evento. De acordo com ao presidente da Fundação Artístico-Cultural de Betim (Funarbe), Osvander Valadão, a mudança de local do evento aconteceu devido ao trânsito intenso na Milton Campos. “Para montarmos a estrutura na praça temos que fechá-la dois dias antes. Como o local tem um trânsito muito intenso nas sextas-feiras, e estávamos tendo algumas reclamações, decidimos transferir o show para o poliesportivo, que é um espaço mais amplo, com um trânsito menos intenso”, disse o presidente da Funarbe, Osvander Valadão. Ainda segundo ele, a estrutura de banheiros e barracas será melhor instalada em relação ao que era na praça. “Esperamos cerca de 10 mil pessoas. Além disso, no poliesportivo há estacionamento, o que não existe na praça”, disse. A previsão é que só a partir de 2014 as apresentações voltem para a Casa da Cultura. “Estamos readequando esse local de acordo com as normas de segurança do Corpo de Bombeiros. Esperamos que a partir de março ou abril os shows voltem para a Casa”, completou Osvander. Entrevista Dona de uma voz rouca e marcante, Marina Lima é considerada um dos grandes nomes da MPB. Com cerca de 30 anos de carreira, ela já emplacou vários sucessos, principalmente, nas trilhas sonoras de novelas, como “Pra Começar” (Roda de Fogo), “Fullgás” (Vereda Tropical e Zazá) e “À Francesa” (Top Model). Em entrevista ao O Tempo Betim, Marina Lima falou sobre a expectativa de se apresentar pela primeira vez na cidade e sobre a carreira. Marina, dá para você adiantar para o público como será o show em Betim? Olha, há muitos anos eu não faço show em Minas Gerais. Eu estou muito feliz com essa chamada da Prefeitura de Betim. Aliás, eu ainda não conheço a cidade. Estou preparando um show de reencontro com o público mineiro, que, desde o começo da minha carreira, esteve comigo. Eu lembro de shows antológicos no Estado. Então, Betim vai representar um pouco de Minas no coração. Vou selecionar um pouco de tudo. Está planejando lançar algum novo álbum? Estou muito no começo desse processo. Fiz duas músicas, mas sem pressão de tempo, de nada. Tem que deixar correr um pouco até eu decidir o que vai ser. Qual a música mais pedida que não pode faltar em nenhum show? Bom, não existe a mais pedida, mas sim várias. Por exemplo, “Uma noite e 1/2” , “À Francesa”, “Fullgás”, “Pra Começar” e “Me Chama”. Em 2012, você lançou seu primeiro livro, “Maneira de Ser”, que não se trata de uma biografia, mas o retrato de pensamentos e sentimentos de fatos que aconteceram com você. Como surgiu a ideia de escrevê-lo? Pretende lançar outro? Penso sim. Eu acho que esse livro abriu uma nova janela para mim. Surgiu de um convite da editora Língua Geral. Eles me propuseram escrever um livro sobre as minhas impressões, tanto na área da música como em relação ao comportamento, política e várias questões que permeiam a mim e a todos nós. Deixe uma mensagem para os seus fãs de Betim. Olha, estarei aí num show ao ar livre para um grande reencontro. Eu me sinto assim com o público mineiro, de algum jeito. Eu vou sentir o calor e a hospitalidade do público e levarei a minha música e o meu desejo de encantar vocês.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave