Mulher é presa com droga em vagina em penitenciária e presos incendeiam colchões

Detida era cadastrada como visita íntima de um dos presos; prisão de mulher revoltou presos e gerou tumulto na unidade prisional

iG Minas Gerais | Fernanda Viegas |

Uma mulher de 40 anos foi flagrada tentando entrar na Penitenciária Doutor Manoel Martins Lisboa Júnior, em Muriaé, na Zona da Mata, com 24 buchas de maconha em suas partes íntimas, na noite dessa quarta-feira (23). Ela está detida na unidade prisional. De acordo com a Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), Fabiana de Souza Sales estava cadastrada como visita íntima do preso Marcelo José Teixeira dos Santos, que seria o receptador da droga. Contudo, os agentes penitenciários da unidade, que já vinham monitorando a mulher a convidaram para fazer uma vistoria mais detalhada e encontraram o material. O setor de inteligência da penitenciária já desconfiava que ela fosse fazer o transporte da droga, segundo a Seds. Por causa da prisão da visitante, Santos teria incitado outros presos a subverterem a ordem da Penitenciária queimando colchões, lençóis e uniformes. A situação teve início por volta de meia noite desta quinta-feira (24) e foi controlada por volta das 4 horas, por agentes penitenciários da própria unidade prisional e do Grupo de Intervenção Rápida (GIR) do sistema prisional. Não houve feridos. A Polícia Militar foi acionada para lavrar o Boletim de Ocorrência e as investigações ficam por conta da Polícia Civil. O Presídio segue sua rotina normal.

Leia tudo sobre: mulhermaconhadrogavaginapenitenciáriaincêndiocolchõestumulto