Justiça determina que criança adotada seja entregue aos pais biológicos

Desembargador relator não aprovou o pedido feito pelos advogados para que a menina ficasse com a família adotiva até o fim do processo judicial

iG Minas Gerais | Bruna Carmona |

A Justiça determinou que a menina M.E., de 4 anos, deve voltar ao convívio dos pais biológicos nos próximos quatro meses, conforme decisão em primeira instância. Na notie desta quinta-feira (24), o desembargador Belizário de Lacerda não validou a decisão do desembargador plantonista de suspender a entrega da criança para a família biológica.  

Leia tudo sobre: dudacriançaadotadafamiliabiologicaadotivadecisaojustiça