Estelionatário que aplicava golpes em BH tenta subornar investigador e é preso

Suspeito foi surpreendido enquanto assinava documentos em uma financeira, em Venda Nova; ele chegou a oferecer R$ 40 mil aos policiais para ser liberado, mas foi preso em flagrante

iG Minas Gerais | Bruna Carmona |

Um estelionatário suspeito de aplicar golpes em bancos e financeiras de Belo Horizonte foi preso na tarde desta quinta-feira (24). Francisco Maurício da Silva, de 46 anos, foi surpreendido enquanto assinava documentos em uma financeira, na região de Venda Nova. O grupo do qual Silva faz parte é suspeito de aplicar golpes que, segundo a Polícia Civil, somam um prejuízo estimado em mais de R$ 1 milhão. De acordo com o investigador Rodrigo Otávio Andrade, do Departamento de Investigações de Crimes Contra o Patrimônio (Depatri/Deosp), os integrantes da quadrilha usavam dados de terceiros para fazer empréstimos em instituições financeiras. No momento da prisão, Silva tentou subornar o investigador e ofereceu R$ 40 mil para que fosse liberado. Ele foi preso em flagrante e levado para o Depatri. Ainda segundo Andrade, o restante da quadrilha está sendo procurado. A Polícia Civil não divulgou quantas pessoas fazem parte do grupo e nem há quanto tempo eles estariam agindo na na capital.

Leia tudo sobre: estelionatáriopresobelo horizontesuspeitogolpefinanceirabancoempresamilhão