Após novas evidências, Portugal reabre caso Madeleine

Após o encontro, ambos disseram que as linhas de investigação são distintas das seguidas pelos britânicos e que os dois inquéritos devem prosseguir em paralelo

iG Minas Gerais | da redação |

AP PHOTO/METROPOLITAN POLICE/TERI BLYTHE
undefined
A polícia de Portugal anunciou a reabertura das investigações do caso Madeleine McCann, dando novo fôlego à busca pelo paradeiro da menina britânica que desapareceu seis anos atrás numa praia do Algarve. Em comunicado, a procuradoria-geral portuguesa disse que "novos elementos de evidência" justificavam a "continuação da investigação" que havia sido arquivada em 2008, um ano após a menina ter sido vista pela última vez na Praia da Luz, onde passava férias com os pais.   Na Grã-Bretanha, a Scotland Yard já havia dado início a uma revisão do caso em 2011, e uma reabertura formal das investigações foi anunciada em julho deste ano. A Polícia Metropolitana de Londres reagiu ao comunicado das autoridades portuguesas dizendo que a decisão chega após a "descoberta de novas linhas de inquérito que resultaram de uma revisão interna da investigação original conduzida pela Polícia Judiciária de Portugal". Dois membros da Scotland Yard participaram de uma reunião com a polícia portuguesa no dia 17 de outubro em Lisboa sobre os novos esforços. Após o encontro, ambos disseram que as linhas de investigação são distintas das seguidas pelos britânicos e que os dois inquéritos devem prosseguir em paralelo. Ao final da reunião, os pais de Madeleine, Kate e Gerry McCann, juntaram-se ao grupo para receber uma atualização sobre as investigações. Novo apelo Madeleine McCann desapareceu do quarto de hotel da família no dia 3 de maio de 2007, enquanto seus pais jantavam com amigos em um restaurante próximo. A menina de três anos foi deixada no hotel junto com seu irmão e irmã às 20h30, e a última vez que o pai foi ao quarto para checar se estava tudo bem foi às 21h05. Às 22h00 a mãe das crianças levantou o alerta de que a filha havia desaparecido, e desde então o caso ganhou repercussão internacional e gerou muita polêmica, especulando até sobre um possível envolvimento dos pais no sumiço da menina. Na semana passada, o programa de televisão Crimewatch, exibido pela BBC na Grã-Bretanha, fez um novo apelo por informações, gerando 2.400 respostas do público. No mesmo dia a Polícia Metropolitana de Londres divulgou dois retratos falados de um homem que foi visto carregando uma criança na Praia da Luz às 22h na noite em que Madeleine desapareceu. As autoridades britânicas também revelaram que agora trabalham com a hipótese de que a menina tenha sido levada mais tarde do que se acreditava, apenas um pouco antes do momento em que a mãe voltou ao hotel.

Leia tudo sobre: madeleinemeninasequestradamortacorpoalgarveluz