Campos e Marina sobem críticas

iG Minas Gerais |

ALICE VERGUEIRO
Marina acusou Dilma, Lula e FHC de serem reféns da base aliada
Brasília. Prováveis adversários da presidente Dilma Rousseff nas eleições do próximo ano, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), e a ex-ministra Marina Silva (PSB) voltaram a criticar o governo federal. Campos centrou fogo na condução do leilão do campo de Libra, e Marina disparou contra os governos Fernando Henrique Cardoso, Lula e Dilma. Para Campos, as incertezas na economia brasileira afastaram investidores do leilão. “Acho que já tivemos momentos, do ponto de vista do setor petróleo no Brasil, em que havia mais confiança em relação ao futuro do Brasil, da economia, segurança das regras”. O presidenciável disse que, “em outro momento”, o resultado teria sido melhor que aquele alcançado pelo governo Dilma. Já Marina voltou a afirmar que a base aliada da presidente no Congresso chantageia o governo em busca de benefícios. Sobrou até para ex-presidentes. “Fernando Henrique foi tutelado pela Velha República na figura simbólica de ACM (Antônio Carlos Magalhães, ex-senador), e Lula, na figura de José Sarney. Chegou a hora de dar um passo adiante. Chega de oposição por oposição. É possível governar sem que a composição da base seja feita através da distribuição de cargos”.    

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave