Lenda do boxe norte-americano volta a propor superluta com Anderson Silva

Jones Jr. dominou os anos 1990, quando conquistou os títulos de campeão do mundo nos médios, super-médios, meio-pesados, pesados, e ganhou a fama de "lutador da década"

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Se depender de Roy Jones Jr., o sonho do brasileiro Anderson Silva será realizado. De acordo com o pugilista, de 45 anos,  tido como uma das maiores lendas norte-americanas da modalidade, caso Silva saia vitorioso no próximo UFC 168, - quando fará a revanche frente ao norte-americano Chris Weidman, em Las Vegas, em luta válida pelo cinturão dos meio-médios -, uma superluta de boxe entre eles será realizada. "Se Anderson Silva vencer Chris Weidman, nós faremos uma luta de boxe, que é o que ele deseja. Se ele vencer e voltar a ser o campeão, tenho que estar pronto para enfrentá-lo, porque tenho certeza que Anderson vai vir com tudo para cima de mim. Quero dar a ele o que ele tanto quer. Anderson disse que é o sonho da sua vida, e temos que realizá-lo. Ele é um grande atleta, tanto no ataque quanto na defesa", declarou Jones Jr., em entrevista ao site "Boxingnewsoline.com". E parece que a declaração já anda sendo levada bastante séria pelo norte-americano. Como preparação para o duelo com Anderson, Roy Jones Jr. pretende fazer uma luta contra o peso-cruzado Bobby Gunn. Jones Jr. dominou os anos 1990, quando conquistou os títulos  de campeão do mundo nos médios, super-médios, meio-pesados, pesados, e ganhou a fama de "lutador da década".  A realização de uma luta entre o brasileiro e o norte-americano é um sonho que já vem sendo alardeado nos bastidores há muito tempo. No entanto, para que o combate seja liberado, Anderson precisaria de uma autorização especial do UFC ou, até mesmo, se retirar da organização. Para viabilizar este enfrentamento, Roy Jones chegou a dispensar o ring por uma luta no octógono, onde seguiria as regras das artes marciais mistas. 

Leia tudo sobre: boxemmaufcanderson silvaroy jones. jrsuperluta