'Dale 1,2,3': Autor se surpreende com repercussão, mas teme reações radicais

Gustavo Amaral, 21 anos, de Divinópolis, fez revelações sobre vídeo que virou sucesso na internet e deu prazo para o fim do status de celebridade instantânea

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Um torcedor cruzeirense transformou-se no grande assunto das redes sociais nesta quarta-feira. Com um vídeo de aproximadamente um minuto e meio, Gustavo Amaral, de 21 anos, ganhou admiradores e também perseguidores, tudo por conta de uma "brincadeira". O motivo para esta linha tênue entre o amor e o ódio? Uma sugestão musical nada convencional para a torcida celeste durante os jogos da equipe na reta final do Brasileiro. A canção, denonimada pelo autor no Youtube de "dale 1,2.3" , virou até mesmo Trending Topics - um dos assuntos mais comentados no Twitter. "Eu fiz a música só para zuar, com a intenção de todos rirem mesmo. Estou aqui pelas redes sociais, twitter e Facebook, meus amigos me mandam muita coisa aqui, a repercussão foi bem maior do que eu esperava", afirma o estudante de Divinópolis. Apesar do certo orgulho de ter feito sua composição chegar aos quatro cantos do Brasil, Gustavo revelou certo temor quanto às ameaças que vem recebendo de alguns torcedores que não conseguiram captar que tudo foi feito em tom de brincadeira. "Eu não ligo para as críticas, o povo está achando que o vídeo foi feito sério, mas não foi assim", explica. "Eu demorei dois minutos, no máximo, para escrever aquilo, mas quis mesmo era brincar, fazer uma 'coisa' para os meus amigos", afirmou. No vídeo, Gustavo abre sua participação falando que acordou por volta das oito da manhã e que resolveu gravar de uma vez após ter tido a 'inspiração' para escrever uma música ao seu clube de coração. No entanto, para a reportagem, ele revelou uma outra história. "Eu fiz este vídeo à tarde, mas para dar mais credibilidade, para o pessoal achar que foi sério mesmo, eu disse que foi cedo. Não sei quanto tempo demorei para gravá-lo, mas fiz umas três vezes porque eu não conseguia ficar sério, ria toda a hora", brinca Gustavo, que já deu até prazo para que a 'zuera' chegue ao fim. "Acho que este sucesso tudo vai durar por, no máximo, mais três dias", afirma. Pelo menos em Divinópolis sua proeza não anda sendo muito reconhecida, mas de uma coisa Gustavo não tem dúvida: "O Cruzeiro vai ser tricampeão brasileiro! Eu estou fechado com o Cruzeiro", concluiu.  

Leia tudo sobre: futebol nacionalcampeonato brasileirocruzeiroraposavídeomúsicatorcidadale 123polêmica