Solidariedade prefere buscar aliança informal

iG Minas Gerais |

Brasília. Mais novo partido de oposição, o Solidariedade (SDD) quer se unir a outras legendas, mas sem criar um bloco. O objetivo é tentar aprovar até o fim do ano o projeto que extingue o fator previdenciário, cálculo que reduz o pagamento de aposentadorias por tempo de contribuição. A sigla pretende, inclusive, obstruir as votações do Orçamento se a proposta não avançar.   O governo federal chegou a debater com centrais sindicais uma alternativa, mas a presidente Dilma Rousseff desistiu de levar adiante a mudança, deixando a benesse para um possível segundo mandato. O presidente do SDD, Paulinho da Força, defende que a aliança em torno de pautas específicas é alternativa melhor do que a formação de blocos. “Precisamos aparecer e fazer bloco tira essa visibilidade. Queremos fazer uma composição em cima de causas e a primeira será acabar com o fator previdenciário”. Ele diz ter procurado PSB, DEM e PPS para abraçar a iniciativa. Outra causa pela qual o Solidariedade quer mobilizar a oposição é o que Paulinho descreve como “processo de desindustrialização do país”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave