“Nordeste não irá atrás de migalhas”

iG Minas Gerais |

TERESINA (PI) . O pré-candidato do PSB à Presidência da República, Eduardo Campos, criticou ontem, em Teresina (PI), a falta de políticas públicas para o Nordeste durante seu discurso ao receber o título de cidadão piauiense. Segundo o governador de Pernambuco, o Nordeste está unido e não irá atrás de “migalhas”.   “O Nordeste se uniu e não está atrás de migalhas e favores. Não somos só urnas para estar votando. Somos gente de carne e osso, temos sentimentos e sonhos”, disse o governador, que foi recebido na Assembleia Legislativa do Piauí. Em clima de campanha, ouviu palavras de ordem dos militantes: “Brasil pra frente, Eduardo presidente”. Ele reforçou ainda a crítica ao governo federal: “Não podemos ser vistos como região só de celeiros de votos. Não podemos ser vistos só como a região de investimentos, sem ter articulação. Não podemos ser vistos como palco de políticas sociais por mais importantes que elas sejam”, afirmou. Mais cedo em sua página no Facebook, Eduardo Campos criticou o resultado da licitação da primeira área do pré-sal, realizado pelo governo federal no Rio de Janeiro. Segundo ele, a falta de um debate sobre o processo já deixa dúvidas quanto ao destino do dinheiro arrecadado com a exploração do pré-sal e que ficou a impressão de que “não irá para educação e saúde”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave