Pedreiro morre soterrado durante deslizamento em Poços de Caldas

Bombeiros apontam falha humana na morte do operário

iG Minas Gerais | CAMILA KIFER |

Um pedreiro, de 60 anos, morreu soterrado nesta quarta-feira (23), durante a construção de um muro de arrimo, em Poços de Caldas, no Sul de Minas. No momento do acidente ele trabalhava sozinho na obra. De acordo com o Corpo de Bombeiros, a morte do pedreiro se deu por um erro humano. Sebastião Euvino, escavava uma vala na manhã desta quarta, em um imóvel na rua Vereador de Paiva, no bairro Vila Menezes. No local, ele trabalhava próximo a uma parede de terra de cerca de 6 m quando o terreno não resistiu as interferências e aconteceu o deslizou. O operário foi soterrado e morreu antes mesmo da chegada dos bombeiros. O sargento Rodrigo, informou que a morte de Euvino se deu por falha humana. "Era uma obra comum, sem irregularidade. Porém, o operário errou ao fazer a escavação ao lado de um muro de terra de 6 m sem escorar a parede", declara. A corporação informou ainda que nenhuma ocorrência desse tipo foi registrada no local da obra.   Após os trabalhos da perícia, o corpo foi levado para o Instituto Médico-Legal (IML).  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave