Apelo a Lula e também a FHC

Para governar, a ex-senadora Marina Silva declara que procuraria os dois ex-presidentes da República

iG Minas Gerais |

VANESSA CARVALHO
Declaração.
São Paulo. A ex-senadora Marina Silva afirmou anteontem à noite durante uma entrevista na TV Cultura que, se sua chapa saísse vitoriosa na disputa pelo Planalto em 2014, procuraria os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Fernando Henrique Cardoso (PSDB) para ter governabilidade no Congresso.   “Eu não teria nenhum problema, como aliada a Eduardo CAMPOS e se ele ganhar as eleições, de conversar com Lula e Fernando Henrique para que a gente possa pôr um basta nesse terror que virou hoje a governabilidade com base em distribuição de pedaços do Estado”, afirmou a ex-senadora. Ela tem feito uma série de críticas ao modelo de presidencialismo de coalizão adotado desde a redemocratização. Apesar de dizer que recorreria aos ex-presidentes, lembrou que o tucano FHC foi “tutelado” por Antonio Carlos Magalhães (DEM) e o petista, pelo senador José Sarney (PMDB). Ela voltou a reforçar que ainda não houve definição sobre ocupar a posição de vice de Campos na chapa socialista, mas que partiu do princípio de que o governador de Pernambuco e presidente do PSB é o candidato. Marina Silva também criticou o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que é a vitrine da presidente Dilma Rousseff na área de infraestrutura. “O PAC não é um plano, não é sequer um programa, é uma espécie de gestão de obra a obra”, criticou a ex-senadora. Ela reconheceu que, antes da aliança, Eduardo Campos, seguia os práticas da velha política para tentar viabilizar a sua candidatura a presidente. “O governador Eduardo Campos estava construindo a sua candidatura no velho padrão que os demais partidos estão fazendo: tentando conseguir tempo de televisão, palanque, base eleitoral”, reconheceu ela durante a entrevista no programa Roda Viva. De acordo com Marina, a aliança fez Campos “buscar um outro caminho” e querer fazer agora “uma discussão programática”. TV Desculpa . O “Roda Viva” que é retransmitido em rede nacional pela TV Brasil não foi exibido pela emissora anteontem. A alegação foi um “problema técnico” e que a entrevista seria transmitida na íntegra ontem.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave