A voz Celeste

iG Minas Gerais |

Dos últimos quatro jogos, o Cruzeiro perdeu três. Volto a repetir: a derrota para o Coritiba pelo placar de 2 a 1 não é para ficar apavorado, mas é para ter mais atenção. Quando se perde mostrando um bom futebol, é compreensivo, mas, contra o nosso maior rival e o Coritiba, vimos um time apático, sem alma. A vantagem de nove pontos ainda é muito boa, mas precisamos mostrar aquele futebol que nos levou a ter essa vantagem. O próximo confronto é com o Criciúma, e Marcelo Oliveira tem uma semana para preparar o time. O Sada Cruzeiro salvou o fim de semana celeste, se tornou campeão mundial de clubes de vôlei, deu um show, sendo o primeiro clube brasileiro a conseguir esse título. Parabéns, Sada Cruzeiro, que vem fazendo história e colocou de vez o seu nome no cenário mundial. Abraços para a família Oliveira, do bairro Havaí, todos cruzeirenses. A voz da Massa Saudações alvinegras! Nem precisava frisar que a vitória do Galão da Massa sobre o Urubu, no cemitério do Horto, foi de suma importância. Mas vou deixar registrado, sobretudo porque o triunfo serviu para dar moral aos garotos da base – nove ao todo – que Cuca relacionou para essa partida. Parabéns, rapaziada! Mas o assunto principal de hoje é a brilhante atuação de Lucas Cândido. De longe, o melhor jogador em campo. Marcou bem, atacou com qualidade, roubou várias bolas sem cometer faltas e numa dessas roubadas acertou uma bomba de fora da área, marcando uma pintura de gol. Jogou demais o garoto! E tudo isso fora da sua posição original, pois Lucas Cândido é volante, mas atuou durante praticamente todo o tempo como lateral-esquerdo. O jovem talento mostrou que pode ser uma boa opção para o setor, já que o Galo anda carente na posição. Bica, bicudo!   Avacoelhado Salum declarou que o nível de exigência do americano aumentou. Olimpio destacou a importância de formar um time vencedor, com capacidade de conquistar títulos, como principal atrativo de torcedores e patrocinadores. Flávio Lopes criticou repetidas contratações e dispensas na formação de uma equipe vencedora. O grupo Mudanças no América compartilha dessas opiniões. Além do tradicional apoio na arquibancada, sócios, conselheiros e torcedores solicitam esclarecimentos sobre determinados assuntos: continuação de Alexandre Faria, Jair Albano na base, projeto do Independência, Rodriguinho, Uram e outras questões. Embora o Coelhão esteja próximo do G-4, é consenso que poderia estar mais bem-classificado. Em vez de se contentar com a menor performance aceitável, deveria buscar o maior desempenho possível. Hoje, às 16h25, Ramon no BHNews.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave