Equiparação salarial trava fusão com Trip

iG Minas Gerais |

São Paulo. A proposta de equiparação salarial de tripulantes da Azul e da Trip foi recusada ontem, em assembleia do Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA). A recusa ocorreu no mesmo dia em que as empresas receberam o aval da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para operar como uma única companhia aérea. Azul e Trip têm pacotes de remuneração diferentes, e a equiparação ainda precisa ser definida. A remuneração depende de um salário-base e de um variável, que são diferentes. A Azul, por exemplo, paga adicional de periculosidade, e a Trip não. Uma calcula o salário variável com base em horas voadas e a outra por quilômetro.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave