Presa quadrilha suspeita de fraudar licitações para contratar show de artistas

Entre 2001 e 2012, suspeitos teriam movimentado aproximadamente R$ 11,8 milhões em contratos com indícios de superfaturamento

iG Minas Gerais | MÁBILA SOARES |

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) realizou nesta terça-feira (22) uma operação para desarticular uma quadrilha especializada em fraudar licitações para contratação de shows artísticos. A ação, chamada de "Operação Vip", foi desencadeada em Lavras, Conceição do Rio Verde, Boa Esperança, Ijaci e Coqueiral, cidades do Sul de Minas. Entre 2001 e 2012 teriam movimentado aproximadamente R$ 11,8 milhões em contratos com indícios de superfaturamento. Segundo investigações do MP, os suspeitos, que atuavam no município de Lavras, teriam contratos com 20 municípios mineiros. Na operação foram cumpridos 11 mandados judiciais de busca e apreensão em órgãos públicos, residências e empresas, além de três mandados de prisão preventiva de empresários da região. Eles são indiciados por improbidade administrativa, fraude em licitações, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro. Participaram da ação sete promotores de Justiça, 23 servidores do Ministério Público, 28 policiais militares e oficiais de Justiça. As investigações correm em segredo de Justiça. Participaram da operação a Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público de Lavras, o Grupo Especial de Promotores de Justiça de Defesa do Patrimônio Público (Gepp), a Polícia Militar e a Receita Estadual.

Leia tudo sobre: operaçãolicitaçãoshowSul de Minas