MP investiga quadrilha suspeita de fraudar R$ 11,8 milhões em licitações

O grupo criminoso que age em Lavras, Conceição do Rio Verde, Boa Esperança, Ijaci e Coqueiral foi alvo de uma operação realizada nesta terça-feira no Sul do Estado

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Uma quadrilha suspeita de fraudar licitações para a realização de shows em municípios do Sul de Minas e desviar cerca de R$ 11,8 milhões, entre 2001 e 2012, foi alvo de uma operação do Ministério Público (MP) de Minas Gerais  na manhã desta terça-feira (22). O órgão apura se o grupo realiza prática de improbidade administrativa, fraude em licitações, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro. A Operação VIP, como foi denominado o trabalho em conjunto da Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público de Lavras, o Grupo Especial de Promotores de Justiça de Defesa do Patrimônio Público (Gepp), a Polícia Militar, a Receita Estadual e o Centro de Apoio Operacional de Combate ao Crime Organizado (CAO-Crimo), realizou investigações na manhã desta terça-feira em Lavras, Conceição do Rio Verde, Boa Esperança, Ijaci e Coqueiral, todos os municípios localizados no Sul do Estado. De acordo com as investigações ficou constado que o grupo teriam contratos com vinte municípios mineiros. A investigação apontou que entre 2001 e 2012, o grupo criminoso teria movimentado aproximadamente R$ 11,8 milhões em contratos com indícios de superfaturamento. Na operação desta terça-feira foram cumpridos 11 mandados judiciais de busca e apreensão em órgãos públicos, residências e empresas, além de três mandados de prisão preventiva de empresários da região. Participaram da ação sete promotores de Justiça, 23 servidores do MP, 28 policiais militares e oficiais de Justiça. Com Ministério Público

Leia tudo sobre: Sul de Minas; Licitações;