Criança sofre derrame cerebral e morre após excursão a parque de diversões

Menina deu entrada no hospital na sexta e morreu no domingo; ela respirava por aparelhos e em coma profundo

iG Minas Gerais | MÁBILA SOARES |

Uma criança de 11 anos morreu após sofrer um derrame cerebral durante uma excursão escolar a um parque de diversões em Poços de Caldas, no Sul de Minas. O corpo da garota, que morava e estudava em Varginha, na mesma região, foi enterrado nessa segunda-feira (21). Ela passou o fim de semana internada e morreu no domingo (20). Segundo médicos, problemas neurológicos podem acontecer em qualquer idade e até levar à morte. Segundo a diretora da Escola Estadual Brasil, Viviane Ferreira, a instituição sempre faz excursões para o parque e nunca houve problema. "As crianças foram acompanhadas por uma professora de educação física. Eles chegaram lá por volta das 10h30 e ela passou mal mais ou menos meio-dia. Ela brincou em um único brinquedo, sentiu enjoo e foi para o banheiro. Os bombeiros prestaram os primeiros socorros e, em seguida, chegou uma ambulância do Samu, que levou ela para a Santa Casa", conta a diretora.  A menina deu entrada no hospital na sexta-feira (18) e morreu dois dias depois. Em nota, a Santa Casa de Poços de Caldas informou que a paciente deu entrada no hospital já respirando com a ajuda de aparelhos e em coma profundo. A reportagem de O TEMPO entrou em contato com a Polícia Militar, mas a corporação informou que nenhum boletim de ocorrência foi registrado a respeito do caso. Segundo o neurologista Fabio Santana, casos como este podem acontecer em qualquer idade e até levar à morte. "Se a criança está muito agitada pode acontecer da pressão arterial aumentar e ela sofrer um AVC. Neste caso, provavelmente a paciente tinha um aneurisma, o que pode ter contribuído para levá-la à morte", disse o médico.  

Leia tudo sobre: Poços de CaldasAVCcriançaexcursão