Síria tem cooperado com destruição de arsenal químico, diz missão da ONU

Uma equipe de inspetores chegou à Síria no início de outubro para supervisionar a destruição do arsenal químico sírio até o final de junho de 2014

iG Minas Gerais | da redação |

O governo da Síria tem cooperado totalmente com os peritos encarregados da destruição do arsenal químico do país, afirmou nesta terça-feira (22) a chefe da missão conjunta das Nações Unidas (ONU) e da Organização para a Proibição das Armas Químicas (Opaq), Sigrid Kaag. “Até agora, o governo da Síria cooperou totalmente no apoio ao trabalho da primeira equipe e da missão conjunta ONU-Opaq”, disse Sigrid, em um comunicado divulgado na capital síria, Damasco. Para ela, o regime de Bashar Al Assad demonstrou o seu compromisso com a missão ao ratificar a Convenção para a Proibição das Armas Químicas, em outubro deste ano Uma equipe de inspetores chegou à Síria no início de outubro para supervisionar a aplicação da Resolução nº2.118 do Conselho de Segurança da ONU, que determina a destruição do arsenal químico sírio até ao final de junho de 2014. “Os prazos são um desafio a ultrapassar”, observou a chefe da missão. Até agora, as equipes estiveram em 17 locais de armazenamento ou produção de armas químicas e, em 14, foi feita a destruição de equipamentos para impedir que voltem a ser utilizados, segundo informação divulgada nessa segunda (21) pela Opaq. Os peritos esperam verificar, até o dia 1º de novembro, todas as informações fornecidas pelo regime sobre o programa de armas químicas.  

Leia tudo sobre: armas químicasmissãoONUdestruiçãocooperação