Juninho é suspenso por dois jogos e desfalca o Vasco

Meia foi punido por uma entrada violenta em Paulinho e por ter feitos gestos obscenos na direção da torcida do Flamengo

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Juninho Pernambucano viu o primeiro tempo de seu Vasco contra o Botafogo, no domingo, do banco de reservas. Resultado: 2 a 0 para os botafoguenses. O meia entrou na segunda etapa. Resultado: 2 a 0 para os cruzmaltinos, o que garantiu o empate por 2 a 2 e salvou um ponto para o time na luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Mas Juninho não estará em campo em dois jogos absolutamente fundamentais para o Vasco evitar uma nova queda para a Série B. O veterano perderá os confrontos com a Ponte Preta, domingo, no Moisés Lucarelli, e o Coritiba, no dia 3 de novembro, como mandante, por falta violenta e atitude hostil à torcida do Flamengo no clássico disputado em Brasília, no início deste mês. Na noite desta segunda-feira, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) julgou Juninho por uma entrada violenta em Paulinho, na qual recebeu apenas o cartão amarelo do árbitro Ricardo Marques Ribeiro, e por ter feitos gestos obscenos na direção da torcida rival. Em ambos os artigos, o meia foi punido com um jogo de suspensão, totalizando duas partidas de gancho. Com isso, o técnico Dorival Júnior estará privado de seu principal jogador em duas partidas que podem decretar o rebaixamento cruzmaltino. Dorival também foi indiciado por ofensas ao árbitro que levaram à sua expulsão, mas foi absolvido por unanimidade. Ricardo Marques Ribeiro, julgado por não ter aplicado a regra adequadamente (cartão vermelho em Juninho pela falta), também foi absolvido. Juninho não esteve presente ao julgamento, ao contrário de Dorival e de Ricardo Marques Ribeiro.