Com Walter no gol, Corinthians treina pênaltis visando chance na Copa do Brasil

Disputa por pênaltis é uma possibilidade no duelo contra o Grêmio, nas quartas de final

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Reprodução/Facebook
Após boa partida contra o Criciúma, Walter deve ser novamente titular no Corinthians
O técnico Tite ainda não anunciou quem deve ser o goleiro do Corinthians diante do Grêmio, em Porto Alegre, pela Copa do Brasil. Cássio está machucado e Walter parece sair na frente após bela estreia diante do Criciúma, no sábado. O indício de que o reserva sai na frente foi o treino de pênaltis desta segunda-feira. Após um trabalho tático com os jogadores, os considerados titulares que estavam em campo, Gil, Paulo André, Alessandro, Edenílson, Guilherme e Romarinho saíram da atividade - que prosseguiu com reservas e alguns jovens - para se prepararem para possível decisão nos pênaltis na Copa do Brasil. Walter foi o escolhido para trabalhar com os titulares, enquanto Danilo Fernandes, que corre por fora, e Júlio César, trabalhavam do outro lado do campo. E, se depender do primeiro treino de pênaltis, o corintiano pode ficar esperançoso por um lado e preocupado por outro. Dos seis possíveis titulares, apenas Edenílson teve desempenho ruim, errando três cobranças, duas defendidas pelo goleiro. Os outros, foram bem no ensaio. O fator temerário é que Walter pouco chegou a tocar na bola. Além dos dois chutes de Edenílson, defendeu apenas mais uma bola de Alessandro e uma de Romarinho, que depois de anotar vários gols, só falhou após tentar uma cavadinha. Danilo Fernandes e Júlio César só foram testados (bem pouco), já quando não havia quase ninguém no campo. E viram que alguns jogadores não têm a mínima condição de ir para cobranças caso entrem na partida. Danilo, que perdeu a vaga para Douglas, errou suas três tentativas, assim como Jocinei, que precisou de um quarto chute para não deixar o trabalho envergonhado e do zagueiro Felipe, feliz apenas na quarta cobrança. Emerson acertou seus três arremates.

Leia tudo sobre: futebolesportecorinthiansgremiocopa do brasildisputa de penaltis