Allegri avisa: "Kaká não aguenta 90 minutos contra o Barcelona"

Equipe rossonera vai enfrentar o Barça nesta terça-feira, em jogo válido pela Liga dos Campeões da Europa

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Reprodução/Facebook
Kaká se recuperou de lesão e enfrentou a Udinese no sábado, mas ainda não está 100%
O técnico Maximiliano Allegri avisou nesta segunda-feira que o meia Kaká, principal reforço do Milan para a temporada, ainda não tem condições de jogar 90 minutos e, por isso, não deverá ser titular da equipe para o clássico desta terça-feira, contra o Barcelona, pela Liga dos Campeões. "Kaká chegou ao Milan com muito entusiasmo. Jogou sábado, mas ainda tem a condição física ideal. Sua presença no elenco é importante pelo nível técnico e pela personalidade. Sua presença ajuda os companheiros em nível técnico e psicológico", comentou o treinador. Recuperado da lesão muscular na coxa esquerda, sofrida logo em sua estreia, no dia 14 de setembro, Kaká voltou a jogar no sábado. Ele entrou no segundo tempo e ficou cerca de 15 minutos em campo, ajudando o Milan a derrotar a Udinese por 1 a 0, pelo Italiano. Outro jogador fundamental da equipe é dúvida para pegar o Barcelona: "Balotelli está muito melhor, mas vamos avaliá-lo depois do fim do treino. Nós estamos constantemente monitorando-o. Vamos ver hoje (segunda) se estará disponível contra o Barcelona", explicou Allegri, avisando que Mexes e De Jong, que não enfrentaram a Udinese, poupados, voltam. Em entrevista coletiva pré-jogo, o treinador destacou a força do Barcelona, mas avisou que quer ver o seu time agredindo o adversário, uma vez que não há o que temer: o jogo não é eliminatório. "O Barcelona melhorou com Neymar. É uma das equipes mais fortes do mundo, e agora é ainda mais jovem. Quando você joga com o Barcelona, a atmosfera é sempre semelhante. O jogo de amanhã (terça) será importante por tudo, especialmente para a classificação. Temos que ter 100 minutos de muita paciência, errando o menos possível", disse Allegri.

Leia tudo sobre: futebolesporteliga dos campeoesuefa champions leaguekakamilanbarcelona