Manifestantes interditam trânsito no Rio em prostesto contra o leilão de Libra

O grupo seguiu em passeata de forma pacífica a igreja da Candelária até a sede da Petrobras, na Avenida Chile

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Manifestantes contra o leilão do Campo de Libra fizeram uma passeata nesta segunda-feira (21) pelas avenidas do centro do Rio de Janeiro. Acompanhado por uma escolta policial sindicalistas, integrantes de partidos políticos e movimentos sociais seguiram da Igreja da Candelária até a sede da Petrobras, na Avenida Chile.  O prédio estava cercado por policiais militares e os manifestantes se juntaram ao acampamento de petroleiros em greve, montado na passarela entre as sedes da Petrobras e do Banco Nacional de Desenvolvimento Social e Econômico (BNDES). A todo momento, a polícia revistava os manifestantes. Quando isso ocorria, um grupo de jovens cantava: "Não adianta me revistar, é o Amarildo que você tem que achar". Com gritos de ordem contra o governador Sérgio Cabral, o prefeito Eduardo Paes, o leilão do petróleo e a Polícia Militar, manifestantes interditaram o trânsito na avenida Chile. Com Agência Estado

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave